Por que não sou a mulher da sua vida

Primeiro porque provavelmente eu seja louca – o que até acredito que seja verdade.

Não vou ficar aqui me superestimando dizendo que sou linda, inteligente, independente, leio, escrevo, tenho gosto refinado, enquanto você provavelmente só pensa e estima coisas que não interessam, sem o menor valor intelectual ou tem a mente tão proveitosa quanto propagandas trash da madrugada. Porém, para seu consolo, todo esse discurso, meu caro, é pura frustração, ou, em outras palavras: qualquer outra coisa que não seja EU na sua mente ou na sua vida é resto, porque, na minha cabeça (louca, diga-se de passagem), eu deveria ser tudo que te completa. Tudo que você poderia amar e não consegue viver sem, porque sou tudo de maravilhoso que a vida poderia te oferecer.

Até sou, mas… Você acredita? Se você não acredita, meu filho, o problema é exclusivamente meu, porque é de você que eu gosto. Não adianta eu tentar me convencer o quanto você é ignorante, ou melhor dizendo, burro, em não perceber que sou a mulher da sua vida. Não adianta eu ficar aqui tentando enaltecer o meu ego, minha alto-estima, me achando o último biscoito do pacote, tentando me consolar dizendo que estou acima de toda sua mortalidade, se no final do dia eu dou aquela choradinha, sem ninguém i-m-a-g-i-n-a-r (claro, afinal sou superior a tudo isso), porque, ora veja só, sinto sua falta.

A verdade verdadeira é que tenho, sim, todas qualidades mutantes (sou loira, inteligente, professora, escritora, mãe, dona de casa AND gostosa – tá, confesso que me falta um LASER), que permite que eu seja feliz, mesmo com aquela choradinha que ninguém imagina, mesmo não conseguindo ser a mulher da sua vida. E você tem, sim, todas suas qualidades apaixonantes, que são maiores que seus defeitos, mas… disso não vou falar, por dois motivos óbvios: primeiro, que o texto é meu e eu falo de você do jeito que eu quiser; segundo, que provavelmente vou querer te ligar depois.

Pois então… É assim que termina nossa história: eu, uma mulher que não é a mulher da sua vida. Por quê? Porque não. Simples. Ponto final. Sem mais divagações ou busca de respostas que me consolem. Claaaaro que não me conformo. Você sabe que não sou tão esclarecida assim o tempo todo e que adoro te mandar pro inferno. No entanto, agora é o momento de tentar entender o que pode dar certo. O que, no fundo você também sabe, não é o nosso caso.

Anúncios

31 comentários em “Por que não sou a mulher da sua vida

  1. Uma amiga em um e-mail perguntou se os homens são todos iguais. Rebati a pergunta. Porque eu já me vi nessa situação, de sentir que a outra pessoa poderia ter dado sua contribuição para que o relacionamento não terminasse num completo fracasso. Mas o destino é assim, inexorável. Era pra ter dado errado. Não é assim que a gente se sente quando começamos algo que nem devia ter começado?

  2. Sei que dizer isso não ajuda em nada, mas já lamentei não ser ‘a mulher da vida’ de vários caras. E hoje que sou ‘a mulher da vida’ do ‘homem da minha vida’, suspiro aliviada. Isso porque eu não creio que seja possível ser ‘a mulher da vida’ de vários caras na mesma vida, então se eu fosse de algum daqueles idiotas, não seria justamente do ‘homem da minha vida’, o que seria definitivamente um saco. hahahaha
    Beijos de alguém que, como tantas outras pessoas, acredita que, no mundo perfeito, esse cara sofreria loucamente por você não ser a mulher da vida dele. heh

  3. Carai, posso copiar e mandar pro meu ex? Porque você conseguiu falar tudo que eu sempre quis dizer e sinto, mas que a confusão dos sentimentos não me deixa organizar. O embaralhado da minha mente ficou feliz ao ler o seu texto. Impressionante. Bjo Bjo

  4. Uma vez eu tinha te dito algo sobre usar sua sensibilidade poética e escrever sobre a influência do amarelo nos corações apaixonados (ou uma coisa parecida). Bom, era desse texto que você escreveu que eu estava falando…

  5. Adorei tudo o que esse texto falou. Não só esse mas como todos os outros que você escreve. Achei o blog por acaso e virei fã. Daquelas que esperam ansiosas pro cada novo post.

  6. Por que você não escreve outro livro, hein? ;-)

    Adorei o texto, mas estou aqui para dizer que você é a mulher da vida de alguém, só não o encontrou ainda.rs

    Beijos,
    Gi

  7. Uma sensibilidade equilibrada, numa lucidez desconcertante, e uma auto reflexão exercitada. Como se pouco fosse, conjuga tudo nessa escrita vigorosa de estilo muito próprio.

    Não sou desses “famosos” para se ter registro dos elogios – sou anônimo -, mas quero deixar aqui os meus.

    Danielle, minha admiração a você e máximo respeito por seus sentimentos.

    PS.: A Psiquê (do mito) ao final é feliz.
    ;)

  8. A arte de se superar na escrita e fazer a platéia aplaudir de pé: aprenda aqui, com Danielle Means.

    A arte de emocionar sem fazer esforço algum: aprenda aqui, com Ana Márcia Cordeiro.

    Vocês são fodas e eu sou foda por ser amiga de vocês. Dá licença aê!

      1. “NOIZ TUDO É, PQ NOIZ TB GOSTA DE FAZÊ!”

        Eu JURO q vou fazer uma camiseta com essa frase.

        JURO!!!

        Beta, ao confirmar q a Dani é foda, e sendo ela própria também, acabou por confirmar minha teoria.

        (Hein? Minha lógica, quem curte?)

  9. Ótimo, como sempre.

    Mas…

    A gente precisa encontrar a fórmula mágica pra escrever sobre TUDO AQUILO QUE VOCÊ É (e que, justamente POR TUDO ISSO, não é a tal “mulher-da-vida-dele”) sem parecer aquele discurso-batido-auto-ajuda-mero-massageador-do-próprio-ego. Será que quando conseguirmos, aí sim, ficaremos ricas? (Duvido. Tsc)

    Infelizmente, essa lacuna, nem os anos de MB nos deu a habilidade de preencher.

    Bom… é o seguinte então… FODA-SE o que vão pensar, ok? Faz outro texto FALANDO O QUANTO VOCÊ É, DE FATO, É FODA. Faz, please???? Com todas as provas cabais??? Tipo… evidências fotográficas da sua gostosura AND testemunhos de todas as pessoas (igualmente fodas, muitas até famosas) que já te elogiaram???

    Porque, migalhes do meu coração, QUEM FALA A VERDADE NÃO MERECE CASTIGO.

    E no seu caso, SIMPLESMENTE HÁ PROVAS.

    PRONTO. FALEI.

    1. Sei que testemunhos não faltam, apenas quero lembrar que o meu está à disposição. Não preciso nem falar do meu nível de “fodabilidade” e só não sou famosa porque a maior parte dos critérios de elegibilidade à fama não me agradam (cof, sim, só por isso, hahaha).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s