A pasta de dentes

 

Preocupada com a saúde bucal da minha filha comprei uma pasta de dentes (importada e caríssima!) toda cheia de frescura, apropriada para sua idade. Daí que ela queria-porque-queria a minha pobrona CloseUp. Claro que nunca lhe deixei usar, porque além de não ser apropriada, o sabor menta era muito mais forte. Até tentei explicar, mas… Ela sempre preferiu chorar e entoar um mantra histérico de “eu querooooooooo” do que me ouvir… então, é NÃO e acabou.

Outro dia, na casa da minha mãe, ela aparece com a escova de dentes cheia de CloseUp. Veio me mostra toda vitoriosa. Eu, já cansada de dizer não, deixei que experimentasse, e lá foi ela feliz da vida usar a pasta que tanto sonhou. Dez segundos depois volta ela toda arrepiada e com um sorrisinho esquisiiiiito. Claro que com todo sarcasmo do mundo perguntei se tava gostoso, mas morri de peninha dos olhos dela cheios de lágrimas parecendo que tinha engolido uma pimenta. Lá fui eu ajudá-la a lavar a boca, e me culpando por deixa-la usar a pasta.

A gente avisa, né?

Filhos, com qualquer idade, sempre acham que sabem de tudo. Mães, com qualquer filho, tem certeza que eles não sabem de nada.

***

Feliz Dia das Mães!

Anúncios

4 comentários em “A pasta de dentes

  1. Pelo menos a tua foi com a pasta…
    o meu foi com pimenta mesmo. Tadinho, sofreu (só que eu não deixei, ele pegou escondido).

    Domingo foi água tônica. Dei, com a certeza de que ele iria fazer careta. Mas o moleque gostou. Tomou a lata toda. Agora tenho que esconder minhas tônicas do Marido e do filho!

    Sofro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s